Publicidade:

Entenda tudo sobre o consórcio de imóveis – O que precisa, como fazer?

Atualizado em 12 dezembro, 2019

Comprar um imóvel é o sonho de muitos brasileiros, mas não um sonho facilmente alcançável. Tendo preços muito altos, as pessoas acabam tendo que optar por alternativas de pagamento – e uma das melhores é o consórcio de imóveis.

Esse processo se tornou bastante popular no Brasil, sendo uma espécie de poupança coletiva a obtenção de um bem, no caso, o imóvel. No consórcio, todo o grupo contribui – e todo ele é contemplado com um imóvel por vez!

No entanto, como funciona realmente o consórcio de imóveis? De forma a responder essa e outras dúvidas, prossiga com a leitura do artigo e saiba mais sobre o assunto!

Publicidade:

Consórcio de imóveis: o que é isso?

Consórcio de Imóveis

Consórcio de Imóveis – Entenda o que é!

No geral, há vários tipos de consórcio disponíveis ao público – e todos partem da mesma ideia: um grupo de indivíduos se reúnem por um mesmo interesse (obter um imóvel), fazendo um arrecadamento coletivo durante certo período de tempo.

Dentro desse período, um consorciado é contemplado com a carta de crédito a cada mês, sendo esse o documento que viabiliza a aquisição do imóvel. Assim, o consórcio permanece até que todos obtenham o seu.

Publicidade:

Como funciona o consórcio de imóveis?

Ao formar o grupo de consorciados, cada um adquire uma cota de participação a fim de ser parte do grupo. Assim, todos contribuem com sua cota no consórcio, variando conforme o valor do crédito necessário.

Nesse modelo, a contribuição é mensal, com tudo sendo organizado pela administradora. O cálculo da parcela leva em conta quatro fatores: taxa de administração, fundo comum, fundo de reserva e seguro.

Publicidade:

Com os pagamentos em dia, que são cobrados por boleto ou débito automático, o participante tem o direito de participar do sorteio mensal. Esse sorteio é realizado em uma assembleia, onde todos competem com igualdade de condições. No entanto, a contemplação da carta de crédito pode ser agilizada por meios de lances:

  • Lance fixo: ocorre por contribuição mensal + porcentagem estabelecida pela administradora, junto do valor da parcela no contrato. A cota que for mais próxima da última sorteada antecipa a carta de crédito;
  • Lance livre: funciona como um leilão, onde o maior lance oferecido é o contemplado;
  • Lance embutido: ocorre por uma porcentagem do valor da carta sendo oferecido como lance (até 25%), o que abate ela do valor final. Da mesma maneira, vence o maior lance.

Nesse contexto, é possível utilizar do FGTS a fim de ofertar os lances ou mesmo complementar o valor da carta.

Veja também:

Como ocorre a contemplação?

Como dito antes, é feito um sorteio de contemplação mensal da carta de crédito, o que ocorre por meio de uma pedra-chave. Esse processo pode levar até mais de 12 anos, dependendo do valor do crédito necessário e do pagamento em dia.

No entanto, é possível fazer lances a fim de adiantar o pagamento das parcelas, com o lance maior se tornando o contemplado. Além disso, pode-se antecipar ou quitar o saldo por duas maneiras:

  • Direta: consorciado paga a partir da última parcela quitada;
  • Inversa: consorciado paga a partir da última prestação (50ª, 49ª, 48ª…).

Ao ser contemplado, o consorciado é comunicado e deve apresentar os documentos cadastrais, assim como finalidade da carta de crédito. Outros documentos só são pedidos a fins de análise.

Já após a decisão do imóvel a ser comprado, é necessário apresentar à administradora os dados do vendedor, assim como da propriedade.

Confira aqui 5 vantagens do consórcio de imóveis! 

Avaliação e pagamento

Toda essa avaliação ocorre a fim de que não se promova qualquer risco ao grupo e à administradora. Afinal, a cota do contemplado permanece no consórcio até que todo o grupo seja beneficiado.

Apenas após essa avaliação que o crédito é depositado. Junto da administradora, o consorciado poderá negociar o valor à vista e descontos – e caso sobre crédito, ele é utilizado a possíveis custos do imóvel.

Tipos de consórcio: qual a melhor opção a você?

Dentro do consórcio de imóveis, é possível obter casas, apartamentos, casas de veraneio, imóveis rurais e até mesmo o projeto em planta. Dessa maneira, permite tanto o uso do imóvel como moradia própria, como para fins comerciais e de aluguel.

Sendo assim, é importante avaliar a melhor forma de consórcio disponível, o que é possível através de simulação.

Como fazer simulação para consórcio de imóveis?

Como saber se consórcio de imóveis vale a pena? Fazendo uma simulação nas principais instituições de crédito do país, como Bradesco, Santander, Rodobens, Porto Seguro, Banco do Brasil, etc.

Através de seus dados, o simulador disponibiliza requisitos e vantagens de cada opção. Algumas das vantagens que deve buscar são:

Dessa maneira, o consórcio de imóveis ocorre sem risco algum e com boas vantagens a todos os consorciados.

Além disso, veja também 10 Perguntas e Respostas sobre o Consórcio Imobiliário!

Publicado por Simulador Caixa Fácil

Publicado por um dos redatores oficiais do blog Simulador Caixa Fácil. Temos o objetivo de manter você sempre bem informado, e fazemos isso trazendo conteúdo exclusivo e original!

Conteúdos relacionados à este

10 Perguntas e Respostas sobre o Consórcio Imobiliário!

10 Perguntas e Respostas sobre o Consórcio Imobiliário!

Adquirir sua casa, reformar um imóvel ou ao menos comprar o terreno a fim de construção é o sonho de diversos brasileiros. Claro que tudo isso pode partir do mesmo ponto: o Consórcio Imobiliário. No entanto, a muitos, ainda é um negócio cercado de dúvidas. Afinal,...

ler mais

Deixe um comentário aqui